domingo, 12 de setembro de 2010

Blog do raiozinho: Um tanto quanto um depósito de depressões: Das funções de um blog.

Vlog, Blog, Slog, Alog, Podcast, que seja. A idéia básica de um blog é postar artigos. Um weblog pode ter vários propósitos, pode se prestar a finalidade de diário público ou crítica ao governo. Você escolhe (Se você estiver criando um blog, claro). A maioria das pessoas escreve sobre suas existências vazias (assim como eu faço), embora muitas dessas pessoas achem realmente legal escrever sobre a existência vazia. Tá, admito, eu acho. Mas isso é apenas porque o vazio da sociedade não dá pauta para temas importantes.

De qualquer forma todos criticam este blog apenas porque é um "Depósito de depressões". Oras, se eu só reclamo do mundo, é porque ele não tá bom. É impossível que alguém ache que está tudo certo. Se está achando, saiba: Mundo é muito mais do que você entende por mundo.

By the way, se você não gosta de textos depressivos, leia, mas não encha a paciência, ou simplesmente não leia. Ah, não adianta comentar no colégio o que escrevo aqui. Minha face de observador/escritor é destacada da face de "Aluno". Mesmo que eu esteja escrevendo um texto, serão dois modos alternados ao mesmo tempo (Alternância que diga-se de passagem não funciona bem, porque se perco a linha com idiotices alheias, demoro a retornar ao estado de consciência que utilizei para escrever o texto).

Mas tudo bem, não tenho mais forças para criticar tanta asneira. Meus textos políticos são taxados geralmente de "babacas". Meus textos criticando a classe média do CPU são classificados de "depressivos"... Os pessoais... Idem. Penso mesmo em encerrar este local, certas vezes, afinal é muito lixo de feedback. Não, os comentários eu geralmente gosto. Tirando poucos comentários idiotas, do tipo "Ô, Pedrão, assim não meu", do leitor "Alberto Alvis Corrêa" (Vulgo Pedro Lima Santos), costumo receber bons feedbacks, nesse aspecto agradeço a Patrícia, do "Odds & Ends" (Endereço nos recomendados, ao lado -->) e o Daniel Dutra, que nem tem comentado muito por aqui ultimamente, mesmo assim o endereço do blog dele se encontra ao lado, também (Embora os textos dele sejam na mesmo estilo desse, entrem e leiam também, é interessante).

Entretanto afirmo: Vou continuar escrevendo. Agradecimentos à quem me apoia!

Abraços,
Pedro T. R. P.

4 comentários:

Patricia disse...

Assim como tudo na vida, Pedro, um blog também amadurece. O que pode parecer "babaca" é, no fundo, fruto de um questionamento maior. Às vezes nossas palavras ainda não amadureceram para aquilo soar como não babaca. Me peguei lendo postagens antigas, diários (de papel mesmo) velhos e vejo que muito do que sou hoje já está ali, mas as palavras são cruas e aquilo tudo ME soou babaca. Não pare de escrever mesmo. Não importa que o blog seja um muro de lamentações. Ele é o SEU muro. Daqui a cinco anos você vai ler suas postagens e achar babaca também. Não pelas ideias, mas pelas referências que você tem, entende? Não há nada de babaca nisso. É só uma questão de tempo, experiência e vivência.

Daniel SD disse...

Você continua escrevendo, e eu continuo lendo. Nóis que tá.

Rodrigo disse...

Não se preocupe Pedrão, sempre teras um fiel leitor ! Forte Abraço !

Lija disse...

A minha vida não é vazia ;P

No começo eu ficava nessa de me explicar, pensava em excluir os blogs, deixar de escrever, de falar o que penso ou sinto. Mas eu percebi que não escrevo para os outros, escrevo para mim, porque preciso, porque me faz bem. Além do mais, é um registro da minha vida, do que fui um dia, mais que isso, é parte de mim.
Talvez o pessoal te entenda melhor se você não tentar se explicar.
Boa sorte!
;*