quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

"Tecnologias" de Sala de Aula

Eu sei que ninguém segue mais esse espaço, mas beleza.

Enfim, se alguém chegou aqui, foi provavelmente pelo link no Twitter. Bom, eu começei o ensino médio esse ano, pode-se dizer então que eu não estava acostumado, afinal, o Ensino Fundamental é uma mordomia só, kkk... Enfim, por mais que eu não esteja acostumado, tem algumas coisas que não dá para entender, como os tiques de alguns professores de passar trabalhos em almaço. Oras, a tendência de todo aluno com trabalho manuscrito (O que já é um inferno, e totalmente dispensável), já faz no papel fichário, sem precisar gastar cuca com isso.

E outra, almaço... Eu tive que ir na (com desculpa da expressão, claro) PQP para buscar almaço. A meu ver isso é invenção de jerico, tique de professor que não tem mais com o que implicar.

Bom, segundo ponto, manuscritos. Já é odiável. Todo mundo sabe que estamos no Ensino Médio e que é uma época do Ctrl+C e Ctrl+V. Ótimo, se essa é a justificativa para trabalho manuscrito... Boa, champz! /ironia. Quem quiser copiar da Web, vai copiar mesmo no manuscrito. Eu, por exemplo, não mentirei, copiarei um trabalho da internet, e não faria isso se fosse digitado, afinal, é muito mais fácil escrever no OpenOffice, editar do jeito que quiser e beleza. Nãããão, não pode... Tem que pegar e escrever no papel. Eu entendo que é importante escrever a mão, mas já passamos o fundamental todo fazendo isso, e o 9º ano eliminaria isso gradualmente, pra que? Para o Ensino Médio retomar? Ora, pois. A exemplo, tomo a Melissa, nossa querida ex-professora da Geografia, que aceitava trabalhos por E-Mail, salvo excessões, ainda assim, se fosse bem conversado, ela aceitava. Acho que ser linha dura não ajuda o professor a "ser mais sério".

É para pensar, sabe...

Falou.
Att. Pedro